quarta-feira, 28 de novembro de 2007

A FUNDAÇÃO DO SEGUNDO GRUPO

Comandante Álvaro de Melo Machado

"!A presença nas ruas de Lisboa dos rapazes do Primeiro Grupo e depois a valiosa e brilhante campanha de propaganda do "Scouting" promovida pelo (jornal) "O Século" criaram um ambiente propício à fundação de novas unidades. Entretanto, chegara já a Lisboa o tenente Álvaro de Melo Machado, que em Macau conhecera o "Scouting" e, segundo as suas palavras, se entusiasmara pelo Escotismo por considerar que se tratava de "um admiravel processo de educação da juventude" e se convencera de que, "através dele, seria possível modificar a mentalidade da gente portuguesa se pudesse conseguir que muitos milhares de rapazes se filiassem nos grupos que viessem a organizar-se".

Diz o Comandante Melo Machado que foi convidado a dirigir a instrução do Grupo nº 2, logo que chegou a Lisboa, vindo do Oriente.

Não sabemos, porém, quem teria tido a iniciativa de fundar o Grupo e formulado o convite. Tudo quanto conseguimos apurar, por declarações do Escoteiro-Chefe Abílio dos Santos, que veio a substituir Melo Machado quando este partiu de novo para Moçambique (onde iria criar novo Grupo, o nº 10), e também de António Francisco Xavier de Brito, Guia da Patrulha Cão, ambos escoteiros da primeira hora no Segundo Grupo, que, numa noite de outubro de 1912, a Sociedade de Instrução Militar nº2, com sede na Travessa do Guarda-mor, no velho Bairro da Esperança, abriu as suas portas á rapaziada, que encheu completamente uma das suas salas, entusiasmada com a ideia de poder praticar a vida saudável e cheia de aventura dos "Boy Scouts".

Quem estava ali para receber, sobretudo seleccionar, os rapazes e fazer a sua inscrição era exactamente o jovem oficial de marinha que regressara de Macau. Parece que havia também a colaboração dos irmãos Simões, grandes nadadores da época, que seríam instrutores.

E Melo Machado, nessa mesma noite, formou as Patrulhas da Gato, temos a constituição completa:

Abílio dos Santos, Guia; Nuno de Zea Bermudes, Sub-guia; Américo Salvador da Costa, José de Menezes, Manuel de Sousa Duarte Borrego e Mário Florindo. Abílio dos Santos foi funcionário superior dos Correios de Moçambique, vinha frequentemente a Lisboa, mas a partir de certa altura deixámos de ter notícias suas. Interessante a vida de Abílio dos Santos. Tendo aprendido transmissões Morse nos Escoteiros, quando, na 1ª grande guerra, foram apresados barcos alemães surtos no Tejo, tornou-se necessário admitir telegrafistas, e Abílio dos Santos ofereceu-se para o desempenho dessa função. Foi aceite e acabou por fazer carreira nos correios e telegrafos de Moçambique, onde chegou a ocupar o cargo de Director do telegrafo. Manuel Borrego foi oficial do exército e manteve o seu interesse pelo Escotismo através da sua vida.

As outras Patrulhas foram a Pato, a Cão e a Águia. Xavier de Brito foi o Guia da Cão, e temos o prazer de ter este bom amigo (Eduardo Ribeiro) como companheiro dedicado. Pertenceu ao Conselho Nacional da Fraternal e está sempre presente nas actividades Escoteiras mais importantes.

Nesta altura, já o Buttuller e o Guerra, conhecidas casas de artigos de uniformes e distintivos, vendiam os conhecidos chapéus escoteiros, bém como insígnias e distintívos. As varas eram adquirídas na Rua do Arsenal, numa cas que aínda hoje existe.

Em 30 de Agosto de 1912, "O Século" anunciava que o Grupo de "Scouts", com sede na Sociedade de Instrução Militar Preparatória nº2, ía organizar um curso de inglês. No dia 11 de Outubro seguinte, o mesmo diário informava que estava aberta a inscrição para o referido curso.

Em 3 de Novembro de 1912, o Segundo Grupo, fez a sua primeira apresentação, num exercício realizado no Campo Grande e, a partir daí, as actividades sucederam-se, até que chegou o momento da sua inauguração oficial. Esta realizou-se no dia de Natal, no Coliseu de Lisboa, (na Rua da Palma, no local onde está hoje uma garágem), a abarrotar de público, aproveitando uma festa promovida pela Loja Massónica Madrugada. O dia começou com alvorada por um terno de corneteiros e saudação á bandeira pelos Scouts do Segundo Grupo. Durante a festa de Natal no Coliseu, os Escoteiros fizeram exibições, prestaram Compromisso de Honra e foram distribuídos bolos e brindes ás crianças presentes.

O Grupo nº2, que continua a manter boa actividade tem uma história brilhante, marca a data do seu aniversário em 1 de Dezembro, dia da restauração."


Eduardo Ribeiro, in "história dos Escoteiros de Portugal", 1982



Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Informações sobre Festa de Grupo + Banco Alimentar

Festa de Grupo

-
09h00
- Almoço Frio
- Uniforme Completo
- Roupa e acessórios para as peças
- 15€ para para os Censos
- Comida por elemento para a Festa:
Patrulha Leão: Bolos, salgados, etc
Patrulha Lobo: Sumos
Patrulha Veado: Leão: Bolos, salgados, etc

Para os pais, as cerimónias começam às 15h00

Banco Alimentar

Como sabem, dia 2 de Dezembro temos o Banco Alimentar, no Pingo Doce de Alcântara. Os turnos são os seguintes:

8:30\10:50: Ricardo Arroio, Cláudia, Bruno e Catarina Arroio

10:50\13:10: Ricardo Arroio, Tomás, Homero e Catarina Santiago

13:10\15:30: Rui Santos, Rafael, Miguel Martins e Leonor

15:30\17:50: Hugo Silva, Magda e Rodrigo

17:50\20:10: Hugo, Sónia, André Carvalho

Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço à Tribo de Escoteiros



Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

As fotos do acampamento de formação.:P

Catarinas: "Olha,olha um ladrão". Castor: "Onde, Onde?"
O Hugo a ensinar o Tomás a coçar a orelha. :D



Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

Actividade de dia 24 de Novembro de 2007 - Preparação da Festa de Grupo

Início: Sábado, 10 horas para os escoteiros de 1ª Etapa, na sede do 2ºGrupo
14 horas para os escoteiros de 2ª Etapa, na sede do 2ºGrupo

Final: Sábado, 19 horas, na sede do 2ºGrupo

Material necessário:
- Almoço frio (apenas para os de 1ª Etapa)
- Caderno de provas e provas estudadas (apenas para os de 1ª Etapa)
- Ideias para as peças, já que há patrulhas que ainda não têm as peças acabadas!!!


Nota: Esta semana o pessoal de 2ªEtapa não tem provas para defender



Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço à Tribo de Escoteiros


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Nós brincamos, e não é pouco...

Aqui vai o "relatório" da actividade: E tu, ainda brincas? Vai com umas semaninhas de atraso, mas "Mais vale tarde do que nunca"!


A actividade em geral foi fixe, o saldo final foi muito positivo, pois para além de termos andado "um bocado às voltas" a Denise (novo elemento da patrulha) disse que tinha adorado, logo o saldo final não podia ser melhor. O resto da patrulha também gostou, por isso, perfeito!





Resumindo, fomos ao museu e relembramos o quão bom é ser criança :P
Vimos bonecos de AEP’s (e de CNE's) que não estávamos definitivamente à espera,
Comemos travesseiros da Piriquita, bons, aliás muito bons...
Andámos para cima e para baixo,
Finalmente encontrámos o caminho certo,
Fomos acompanhadas por um cão, ganda maluco,
Almoçámos na praia das Maçãs,
Andámos de Eléctrico,
E voltámos a Lisboa e
ADORÁMOS!






Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

Relatório do Acampamento de Formação

Mais uma vez é a patrulha veado a fazer o relatório de uma actividade, desta vez do acampamento de formação.


Na sexta-feira, dia 9 de Novembro, pelas 20.00H encontrámo-nos na Estação Fluvial de Belém. Para o PNEC, uns foram no carro do João e os outros foram de barco até à Trafaria. O resto do caminho foi feito a pé.

Quando chegámos ao PNEC, os guias e sub – guias foram para o conselho de guias e os restantes montaram as tendas. De seguida, fomos dormir.

No sábado, a alvorada foi às 8.00H. Fomos içar as bandeiras às 9.00H. De manhã, os de 1ª etapa foram defender provas com o Ricardo e o com o João e os de 2ª etapa com o Hugo. Por volta das 11.30H os de 2ª etapa fizeram o almoço.


À tarde defendemos provas e às 17.00H fomos à praia. Na praia, jogámos Brutsball e alguns foram dar um mergulho ao mar. No sábado quem fez o jantar foram os de 2ª etapa. No decorrer do jantar apareceu o chefe de campo, que disse que na semana passada o P.N.E.C. tinha sido assaltado. E assim sendo teríamos de estar à escuta. Logicamente, que entraram todos em pânico. Depois do jantar fizemos um jogo nocturno.

À 1.00H da manhã fizemos o Fogo de Conselho, onde falamos sobre droga, álcool e tabaco. Quando o fogo de conselho terminou fizemos turnos, para se os ladrões voltassem ao local nós estarmos prevenidos.

No domingo a alvorada foi também às 8.00H. Quando acordámos, tomámos o pequeno-almoço e às 9.00H içámos as bandeiras. O pessoal de 1ª etapa dobrou os toldos e o de 2ª etapa foi tirar a prova “cuidados a ter com o machado, zagaia e faca de mato”.

Como os escoteiros demoraram cerca de uma hora e meia para dobrar os toldos, a seguir tiveram a exercitar os músculos das pernas, a encher.

Os escoteiros de 2ª etapa foram fazer o almoço. Arrumámos as nossas coisas, almoçámos, arriámos as bandeiras e fizemos uma apreciação da actividade. Na apreciação da actividade concluímos que alguns escoteiros não se esforçaram o suficiente para conseguir defender as provas todas.

Às 18.00H chegámos à Estação Fluvial de Belém onde os pais estavam à nossa espera.

O objectivo desta actividade era defender provas, mas não foi cumprido porque houve muita gente que não as estudou.


Leonor Mata, Secretária da Patrulha Veado


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

To be or not to be...

Passei no blog da TEs e descobri este post, achei fixe e tomei a liberdade de o partilhar, mas com algumas modificações.

Ser ou não ser ... Escoteiro

Já alguma vez te perguntaste porque és, ou foste escoteiro?
A resposta não é simples, é bastante complexa, mas estes são dos alguns sentimentos que TODOS partilhamos:

-Tens algo para fazer aos sábados de tarde, onde encontras pessoas de quem gostas e com as quais partilhas ideais e causas comuns.
-Aprendes algo de novo e ensinas sempre algo a alguém.

-Preocupas-te tanto com o teu bando ou patrulha como se fossem a tua família.
-Quando a chuva te molha, lembras-te sempre de um acampamento em que te disseram a célebre frase "o Escoteiro é impermeável".

-Quando voltas de um acampamento, 99% das vezes chegas a casa comes, tomas um bom banho, e cais redondo na cama.
-Por vezes nem consegues dormir só com a ansiedade de partir outra vez.

-Comes do mesmo prato que os teus companheiros e recordas os momentos divertidos que passaram juntos.
-Os teus pais e amigos aprendem a confiar mais em ti pelo simples facto de seres escoteiro.
-As pessoas que não sabem o que é ser escoteiro gozam contigo, mas tu continuas orgulhoso e contente, apenas com pena de eles não saberem o que perdem.
-Pões toda a gente em teu redor de boca aberta e atentos sempre que contas aventuras que passaste em acampamentos e actividades.
-Se és rapariga não falta quem te diga "como é que gostas de uma coisa que é para rapazes?", no entanto sabes que os escoteiros são para todos, e como fixe é lá andar.
-Ao encontrares um escoteiro sentes sempre uma sensação de alegria e que estás em família.
-Quando te sentes em baixo sabes que tens sempre um amigo escoteiro que te ouve e que te mostra o caminho a seguir.
-Não deixas de comer só porque a comida tem restos de carvão ou sabor a terra.

-És uma pessoa feliz e responsável que tem confiança em si mesmo…
-Para ti não há impossíveis, apenas dificuldades.
-Mesmo quando, por qualquer motivo tens de estar ausente do teu Grupo, tens sempre Saudades.
-Não suportas que nada nem ninguém diga mal dos escoteiros, e muito menos do teu Grupo.
-A tua Promessa fica para sempre gravada na tua memória.
-Fazes sempre os possíveis e os impossíveis para cumprires com a Lei de Escoteiro, pois sentes que é o melhor a fazer.

-Mesmo sem uniforme pensas e ages como um escoteiro.
- Um escoteiro não tem vergonha, apenas se orgulha de ser como é!

-Uma vez escoteiro, para sempre escoteiro...



Canhotas....

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

Ser ou não ser....Escoteiro!

Ser ou não ser...escoteiro!

Já alguma vez te perguntaste porque és, ou foste escoteiro? A resposta é simples...

-Tens algo que fazer aos sábados de tarde, porque encontras as pessoas que realmente valem a pena.

-Vais acampar, por vezes dizes que não o voltarás a fazer e no entanto voltas a ir de novo.

-Aprendes algo de novo e ensinas sempre algo a alguém.

-Comes do mesmo prato que os teus companheiros e recordas os momentos divertidos que passaram nas noites quando estavam prestes a dormir.

-Preocupas-te tanto com a tua bando, patrulha ou equipa como se fossem a tua família.

-Quando vais a algum sitio e a chuva te molha sabe sempre pior do que num acampamento.

-Quando voltas cansado de um acampamento 99% das vezes chegas a casa comes como um abade tomas um bom banho e vais dormir 12 horas.

-Os teus pais aprendem a confiar mais em ti pelo simples facto de seres escoteiro e não se sentem embaraçados por dizerem aos seus amigos que o seu filho ou filha e escoteiro enquanto que estes perguntam "o que é isso de escoteiros?", "quanto se paga para matricular o meu filho nos escoteiros?".

As pessoas que não sabem o que é ser escoteiro gozam contigo enquanto que te sentes mais orgulhoso e contente por saberes que essas pessoas não sabem o que perdem.

-Pões toda a gente ao teu redor de boca aberta e atentos sempre que contas aventuras que passaste em acampamentos e actividades.

-Se és rapariga não falta quem te diga "como e que gostas de uma coisa que é para homens?" Se és rapariga dás-te conta em como os rapazes da tua patrulha te tratam bem e não te discriminam por seres rapariga.

-Adoras mandar-te para uma montanha por mais bravas que sejam as condições e por mais difíceis que sejam as noites ao ouvires alguém a ressonar dentro da tua tenda ou ao sentires o chulé de alguém.

-Ao encontrares algum escoteiro que conheceste há muito tempo sentes sempre uma sensação de alegria e dás lhe um forte abraço.

-Quando te sentes em baixo sabes que tens sempre um amigo escoteiro que te ouve e que mostra o caminho.

-Num acampamento é quase certo que se adormeceres as 6 da manha as 7 o teu chefe ta a dar a alvorada e não tens hipótese senão passar o dia com uma soneira terrível.

-As vezes sentes-te triste ao encontrar pessoas que te dizem "esse uniforme e estúpido e ridículo!" e tu pensas, "Vocês e que não são escoteiros não percebem nada do que isto significa para mim".

-A comida e sempre saborosa mesmo que tenha restos de carvão ou sabor a ervas e terra.

-Se tens medo dos animais da noite parece que desaparecem ao fazeres jogos nocturnos.

-Por fim, um escoteiro é uma pessoa feliz e responsável que tem confiança em si mesmo…

-A beleza disto é conhecer gente de fora que nunca conhecerias se não fosse pelos escoteiros e por vezes choras nas despedidas por uma pessoa com quem estiveste só por 3 ou 4 dias e ficam para sempre no teu coração.

-A tua Promessa fica para sempre gravada na tua memória.

-Por vezes nem consegues dormir só com a ansiedade de partir.

-Sentes com mais força o abraço dos teus Pais quando voltas de um acampamento.

-Recordas que as vezes o chão se movia nas latrinas...lol...

-E há sempre alguém que se quer aproveitar da tua inexperiência de acampar mas sentes te útil ao ires buscar lenha.

-Estas tranquilo com os teus irmãos escoteiros e não suportas que nada nem ninguém diga mal do teu Grupo.

-Vês que a cor do teu lenço, meias e calções vai mudando conforme o uso que tem e sentes te orgulhoso por teres um uniforme quase sem cor porque sabes que com ele passaste por muitos sítios e aventura!

-Mesmo quando, por qualquer motivo tens de estar ausente do teu Grupo, tens sempre Saudades.

Canhotas....


P.S.: o escoteiro não tem vergonha, só se orgulha de ser como é.

(in Google)


Vejam o programa da actividade de sábado no post abaixo.

Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço á Tribo de Escoteiros

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

Actividade de dia 17 de Novembro de 2007 - Preparação da Festa de Grupo

Início: Sábado, ás 14h00 na sede do 2ºGrupo
Final: Sábado, às 19h00 na sede do 2ºGrupo

Levem ideias para as peças que vão fazer.

Provas para defender:
1ª Etapa - As que faltam!!
2ª Etapa:
Prova 5: Escolhe uma coisa útil e economiza dinheiro para a comprar, fazendo uma listagem do dinheiro que vais guardando.
Prova 24: Fazer um trabalho manual á sua escolha

Pessoal nem vale a pena dizer para estudarem as provas, porque se não o fizerem não as defendem
.



Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço à Tribo de Escoteiros

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Planetário:

Esta semana a reunião é Domingo, dia 11. Os Lobitos devem estar em Belém, ao pé do Mscdonalds às 10h00 com almoço frio. Vamos ver estrelas e planetas e se calhar...alguns ETs!!! A reunião acaba Às 13h30 no mesmo local.

até lá

Áquêlá (Rimou e tudo!!!):)

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Comida dividida por patrulhas

Patrulha Leão
Rafael - 1 pacote de esparguete
Tomás - 2 latas de tomate pelado
André Carvalho - 2 latas de cogumelos
André MCcord - 1 pacote de esparguete

Patrulha Lobo
Bruno - 2 latas de cogumelos
Rodrigo - 1 rolo de papel de aluminio
Miguel - 2 pacotes de esparguete
Homero - 1 lata de tomate pelado

Veado
Magda - 1 tabelete de chocolate de culinaria
Catarina Santiago - 1 rolo de papel de aluminio
Catarina Arroio - 1 tabelete de chocolate de culinária
Leonor - 2 pacotes de natas
Cláudia - 2 pacotes de arroz basmati

Além do material e comida individual que têm de levar, cada um tem de levar a comida que está em cima.
VEJAM A LISTA DE MATERIAL NO POST ABAIXO!!




Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço á Tribo de Escoteiros


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

terça-feira, 6 de novembro de 2007

A Mãe Loba e a Áquêlá já regressaram do Curso de Formação (coisa de Valhos Lobos) cheias de energia para novas caçadas!!! A próxima será no Planetária, À procura dos planetas onde vivem Os ET. Será no Domingo. Lá mais para a frente segue mais informação: horários, material, lanche.

Áquêlá

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

Lista de Material para o acampamento de Formação



Provas para defender na actividade:

1ªEtapa:
2.Demonstra que cuidas do teu material pessoal e que o sabes utilizar e o manténs em bom estado.
3.Em actividade demonstra empenho em ajudar a tua patrulha a cumprir as suas tarefas.
5.Demonstra que tens hábitos de higiene pessoal, tanto no teu dia-a-dia como nas Actividades.
6.Participa na limpeza e arrumação do campo ou do canto da patrulha.
7.Executa correctamente os exercícios elementares de educação física, aquecimentos e alongamentos.
8.Demonstra como se prepara e arruma uma mochila. (peso total, distribuição do peso, necessidades primárias, etc…) e como colocar a mochila às costas sem esforçares a coluna.
10.Demonstra como tratar de pequenas feridas, de bolhas nos pés e outras queimaduras ligeiras, picadas de insectos e estancar uma hemorragia nasal.
14.Mostra que conheces e cumpres as regras da tua patrulha.
15.Mostra que cumpres o Código de Campo da AEP.

2ªEtapa:
8.Cumpre os preceitos da tua orientação espiritual
10.Identifica 3 religiões existentes em Portugal
12.Explica a importância de uma alimentação saudável e adequada, tanto em casa como nas actividades.
17.Descreve os equipamentos de protecção do teu corpo adequados a actividades de Verão e de Inverno.
18.Aprende a fazer 10 nós e 3 tipos de amarrações e participa numa construção de campo.
20.Mostra que sabes actuar em caso de acidente
22.Demonstra que cumpres os preceitos de segurança ao acender uma fogueira.
23.Descreve os cuidados a ter com o machado, a faca de mato, o canivete e outros instrumentos ou ferramentas, cuja utilização envolva perigo.


Hugo Silva,
Caminheiro Noviça ao Serviço da TEs


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

sábado, 3 de novembro de 2007

Pontuações do Inter-Patrulhas

Pessoal aqui estão as pontuações do Inter-Patrulhas actualizadas.





Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço à Tribo de Escoteiros


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Ambiente




Hugo Silva,
Caminheiro Noviço em Comissão de Serviço à TEs

Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

E tu, ainda brincas?

Olá!
Nem vale a pena dizer quem somos, porque como é óbvio, é a patrulha Cão, OUTRA VEZ...

Este fim-de-semana há actividade de patrulha, para as patrulhas da TEx do 2º.

A Raposa vai acampar e nós vamos reavivar a criança que está dentro de nós, se bem que há quem não precise, tem-na bem desperta...Vamos para Sintra, para longe dos carros e da poluição, vamos ao Museu do Brinquedo. Depois de ver brinquedos mais antigos que os nossos avós.

Depois de tantos brinquedos vamos dar um pulinho até à praia. Para tal, percorreremos a Serra de Sintra, passando por Seteais, Monserrate, Colares,... até chegarmos à Praia das Maçãs.
Em seguida um geladinho não caía nada mal, já alimentadas, tanto o olhar como o estômago regressamos a Sintra, desta vez de eléctrico.

E de Sintra, voltamos à nossa poluída, mas amada Lisboa!


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa