domingo, 18 de março de 2007

Relatório do Jogo de Cidade

No dia 10 de Março de 2007, a Tribo de Escoteiros realizou um Jogo de Cidade, em Lisboa, onde se reuniu às 9:00h na sede do Grupo. Foram-nos atribuídas as seguintes tarefas: Organizamo-nos por patrulhas e partir para o Cais do Sodré, local onde começava a actividade. O objectivo desta primeira etapa era estar às 12:00h no Castelo de São Jorge.
Quando as patrulhas chegaram à entrada do Castelo de São Jorge tiveram de apresentar a sua patrulha de uma forma animada e criativa.

Depois entramos para o Castelo, onde almoçámos. Quando acabamos de almoçar ficamos a conviver um pouco. A seguir ao almoço fomos acabar o resto da actividade, e começámos a segunda etapa, com destino final no Largo de Martim Moniz. Organizámo-nos por patrulhas e partimos.

Depois quando chegamos, tivemos de esperar, porque a Patrulha Lobo demorou algum tempo.

Quando a Joana e o Hugo chegaram a Patrulha Lobo ainda não tinha aparecido, mas passados poucos minutos apareceu, e fomos apanhar o autocarro para o grupo.

O objectivo desta actividade era que as patrulhas ficassem a saber mais sobre Lisboa e para também aprenderem a orientarem-se sozinhos.

Catarina Arroio, Subguia da Patrulha Pantera


Escoteiros de Portugal - 2º Grupo - Lisboa

1 comentário:

Vick Meskal disse...

Este cidadão que vos escreve, sentiu fortemente a importãncia do vosso trabalho quando, ao atravessar a cidade de carro,se cruzou acidentalmente com espanto e admiração pela patrulha que "escalava" em corrida e com bagagem o topo íngreme da Rua da Conceição. Mais ainda se espantou e reconheceu o valor do vosso trabalho na bonita preparação dos jovens escuteiros,quando um jovem seu familiar que seguia na patrulha o "despachou" de inoportunos "olás" e "então filho por aqui?",ao ouvir o dito jovem dizer rápido "desculpa pai mas a minha patrulha não se pode atrazar tenho que ir e até logo!"

Um bom trabalho de pais e não pais os responsáveis que fazem parte do grupo de escuteiros que ajudam a formar com valores elevados os nossos filhos.

As minhas vetustas barbas permitem-me usar a bíblica expressão: " Bem hajam todos vós e continuem com o deus que vos anima.

Vik Meskal